SAUDADE EM VERSO E PROSA

O amor verdadeiro vai muito além dos sonhos desta vida...

Áudios

O AMOR E O TEMPO
Data: 13/11/2006
Créditos:
Texto, Voz e Edição de Som: Nelson de Medeiros
Trilha Sonora: Como é Grande o Meu Amor - CD Eduardo Lajes
Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

O AMOR E O TEMPO
Ah! por que teimas assim em destratar-te tanto?
Não sabes que o amor não sente o tempo passar?
Por que derramas sem motivos este pranto?
Não sentes meu olhar buscando o teu olhar?

Repara: Meu corpo se escraviza ao teu amar,
e minh!alma inda sucumbe ao teu encanto!
Ah! por que teimas assim em destratar-te tanto?
Não sabes que o amor não sente o tempo passar?

Serás sempre  a musa destas liras que eu canto,
minha fada de luz... Do céu, meu raio de luar!
És ainda a mesma menina, meu doce acalanto,
do corpo cheiroso que inda quero abraçar...
Ah! por que teimas assim em destratar-te tanto?

Nelson de Medeiros

13.11.06 ( 23,00 hs)
Enviado por Nelson de Medeiros em 13/11/2006

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras